As Brumas de Avalon 
Sites Grátis no Comunidades.net
O Sol e O Fogo
O Sol e O Fogo

O Sol, assim como as águas, era fonte de Vida, de calor, de cura e conforto na morte. Era associado ao Fogo, fato este que fica bem claro nas celebrações anuais. O Sol era venerado nas culturas antigas e há indícios de que seu culto teve início a partir do período mesolítico, sendo intensificado pelos povos do neolítico. A adoração do Sol, assim como o remanescente deste culto, sobreviveu durante a Idade do Bronze e foi absorvido pelos Celtas.

 

No período neolítico, o Sol era considerado patrono da cura e da fertilidade. A roda, ou disco solar, e a suástica são símbolos que o representam, criados pelos povos do neolítico. Tais símbolos foram encontrados não só na Europa, mas também na Ásia e na América do Norte. Na Europa, o culto ao Sol parece ter atingido seu ápice da Idade do Bronze, especialmente na Escandinávia. 

 

A construção de monumentos antigos como Newgrange (Irlanda) e Gavrinis (ilha situada no golfo de Morbihan, Bretanha, França), não deixam dúvidas de que esse povo da Idade da Pedra observava o céu e detinha conhecimentos profundos dos movimentos planetários e dos corpos celestes.

 

O Sol era adorado na Irlanda ainda por volta do ano 500, tanto que São Patrício investiu insistentemente contra os cultos pagãos ao Sol praticados em sua época. Tudo indica que para os Celtas das ilhas, o Sol era um ser feminino. Mór Muman (em irlandês mór significa "grande"), era uma deusa territorial do sul da Irlanda, associada ao Sol e à Soberania.

 

Não se sabe ao certo em que momento o Sol passou a ser considerado uma entidade masculina. Nesta segunda interpretação do Sol, os Celtas o associavam ao Cavalo, animal muito apreciado por sua velocidade, e poder que lhes conferia em batalha. Outros povos indo-europeus igualmente associaram o Sol aos cavalos. O Deus-Sol grego, Apolo, foi representado por um cavalo, e existem diversos mitos de povos indo-europeus nos quais o Sol era carregado através do céu numa carruagem puxada por cavalos.

 

Os Celtas desenvolveram um símbolo solar - a Triskle - que mais tarde, se tornou também, símbolo da ilha de Man. É importante salientar que, na Bruxaria e na Wicca, a Triskle é considerada símbolo da deusa tríplice, o que está incorreto, pois para os Celtas era um símbolo solar, e mesmo que os primeiros Celtas tenham considerado o Sol como uma entidade feminina, ainda assim a Triskle não representa o aspecto triplo da deusa, mas a força curadora e geradora de vida pelo Sol.

 

Outro símbolo solar céltico herdado dos povos da Idade do Bronze (2.300 a 800 a.C) foi a roda com raios internos, escolhida por sua forma circular e pelo movimento comum a ambos. Na Idade do Ferro (800 a 100 a.C, e que compreende as culturas de Hallsatt e La Tène), os guerreiros Celtas usavam amuletos solares representados pela roda, para lhes proteger do mal das batalhas.

 

Nas sepulturas foram encontrados discos solares que serviam para iluminar o caminho da alma que partia para o Outro Mundo, bem como representava o ciclo espiritual de nascimento na Terra, vida, desencarnação, vida no Outro Mundo e retorno ao plano terreno em outra encarnação.

 

Lug Lámfhota era um herói a sagas célticas, por vezes considerado um Deus. Era um dos imortais que chegou à Irlanda com os Thuata dè Danann, no irlandês antigo Lug significa: "luz, brilhante...". Embora Lug estivesse associado aos poderes do Sol, não havia um Deus Celta Solar, pois o Sol em si era adorado como fonte de calor, vida, cura... O Deus gaulês Lleu Llaw Gyffes, cujo nome significa: "O radiante da mão habilidosa", pois trazia em uma das mãos, uma roda solar, era o cognato de Lug, e consequentemente o Deus com poderes solares para os Celtas do País de Gales.

 

As grandes celebrações anuais do calendário céltico eram celebrações de Fogo. Ao acenderem as fogueiras, os Celtas representavam o Sol do céu no fogo terreno, isto é, traziam para a Terra, o calor e a vida do Sol. Nas celebrações de outono/inverno, havia o acendimento do Fogo Sagrado que protegia os Celtas tanto do frio intenso, como da escuridão e dos espíritos malfazejos do Outro Mundo.

 

Translate this Page
Enquete
Qual sua idade?
até 20 anos
20 a 40 anos
40 em diante
Ver Resultados




ONLINE
6





Partilhe esta Página