As Brumas de Avalon 
Sites Grátis no Comunidades.net
Na Floresta
Na Floresta

Vamos falar das habilidades que nos capacitam ir à floresta e sobreviver por meses. Talvez nunca seja preciso recorrer a essas habilidades de sobrevivência, mas creio que um bom feiticeiro deve conhecer essas coisas, eu conheço. Quando se trata de sobrevivência básica, a ferramenta mais importante é seu canivete. Consiga um de qualidade e mantenha-o bem afiado. Deixe-o fechado ou embainhado quando não o estiver usando e evite chanfrar a lâmina ou quebrar a ponta.

Há diversos manuais excelentes sobre acampamento e sobrevivência na floresta, que ensinarão tudo o que você precisar saber. Recomendo conseguir um desses e levá-lo em todos os acampamentos. Meu favorito é a 2ª edição do Boy Scout Fieldbook, publicada em 1967 e 1978. As versões posteriores, infelizmente, parecem ter cortado grande parte desse assunto.

Cobras

Há apenas quatro tipos de cobras venenosas na América do Norte, você precisa aprender a identificá-las facilmente. Três são víboras do poço e compartilham características em comum: cabeça triangular, pescoço fino, corpo grosso e marcas em forma de diamante por toda a extensão das costas. São: a Water Moccasin, a Copperhead e a Cascavel. Há apenas uma espécie de Copperhead e uma de Water Moccasin, mas há oito espécies diferentes de cascavel nos EUA.

O quarto tipo de cobra venenosa norte-americana é a Elapídea, parente da Naja. Trata-se da cobra coral, dividida em duas espécies praticamente indistinguíveis, a Oriental e a Ocidental. Tem uma coloração brilhante com faixas de vermelho, amarelo e preto, e sua aparência é quase idêntica à da bela Kingsnake. Há uma regra simples para distingui-la, baseada na ordem das core de suas faixas: “Vermelho e trigueiro, abra o berreiro. Vermelho e preto, veneno discreto”.

Se não tiver certeza de que a cobra que encontrou é venenosa, não mexa com ela!!! Não tente apanhá-la, matá-la ou feri-la de nenhum modo. Apenas fique fora do caminho dela e ela ficará fora do seu. As cascavéis ainda avisam de sua proximidade com o chocalho, muito fácil de reconhecer. Faça bastante barulho ao andar pelo mato e leve um bastão comprido para remexer nos arbustos à frente.

Cozinha de acampamento

Todo campista deve conhecer algumas refeições básicas que possam ser preparadas no meio do mato e cozidas em uma fogueira. Uma fogueira para cozinhar é feita de forma bem diferente da fogueira de reunião, já que seu objetivo é maximizar o calor, não a luz. A maior parte das fogueiras para cozinhar usa uma vala estreita cavada no chão, na qual se deitam camadas de gravetos cada vez maiores na mesma direção, que são queimados até virar carvão. Um arranjo excelente é fazer uma vala em forma de “X” para que o ar possa circular pelo fogo. Panelas e frigideiras podem ficar na beira da vala ou sobre pedras. Ou faça sua fogueira entre dois troncos, paralelos (minha preferida).

Construção de um abrigo

O mateiro experiente deve ser capaz de construir abrigos de sobrevivência a partir do nada. Os mais fáceis de fazer são os que aproveitam objetos naturais como cavernas, saliências, penhascos, faces de rochas, árvores grandes, árvores caídas ou raízes grandes. A partir de qualquer um desses, é possível construir uma espécie de alpendre encostando neles troncos compridos, galhos ou outras árvores caídas. Cubra o telhado com camadas de ramos folhosos e galhos para proteger o abrigo contra a chuva. Algumas árvores grandes podem ter ocos que servem de abrigo (até mesmo ocos causados por queimadas).

Tarefa: Fazer um kit pessoal de sobrevivência 

Todo bom mateiro (e todo bom feiticeiro que vai a floresta) deve preparar um mini kit pessoal de sobrevivência. Fiz meu primeiro quando era criança e sempre o deixava com o equipamento de acampar, ou em meu bolso quando fazia caminhadas. Eis um plano básico, adaptado de The Boys Scout Fieldbook:

Primeiro, arranje um recipiente à prova d’água, pequeno o bastante para caber na bolsa, mas grande o suficiente para conter tudo. Nas boas lojas de departamentos, é possível encontrar recipientes perfeitos, com tampas de plástico transparente, na seção de pesca. Reúna os seguintes itens e arrume-os para que caibam direitinho na caixa: 

- mini isqueiro
- lanterna
- vela de emergência
- bússola
- lente de aumento
- apito
- lâminas de barbear ou estilete
- linha de pesca forte de náilon
- anzóis de diversos tamanhos, chumbada, isca artificial e carretilha
- cordão de dois a três metros, leve e flexível, para armadilhas
- fita adesiva, com 2cm de largura e 50cm de comprimento
- caderneta e caneta esferográfica
- 4 quadrados de 30cm cúbicos de papel alumínio, para fabricar utensílios para beber e cozinhar
- bandagens de diversos tamanhos
- tabletes de iodina para purificar a água
- 16 agulhas e fio de náilon para consertos 
- vários saquinhos do tipo zip-lock para sanduíches

Se ainda tiver espaço, pode pôr mais coisas. Por exemplo, eu corto algumas latas de conserva para fazer pontas de flechas, vincadas ao meio para ficarem mais fortes. Elas quase não ocupam espaço e se eu precisar (o que nunca aconteceu), posso fabricar um conjunto de arco e flecha com elas e a linha de pesca. Também levo um pouco de soro antiofídico e repelente, separados de meu kit de primeiros socorros. Finalmente, inclua uma lista de tudo no seu kit de sobrevivência para poder substituir o que já tiver usado.

Translate this Page
Enquete
Qual sua idade?
até 20 anos
20 a 40 anos
40 em diante
Ver Resultados




ONLINE
6





Partilhe esta Página