As Brumas de Avalon 
Sites Grátis no Comunidades.net
Mecanogênese Racial
Mecanogênese Racial

MECANOGÊNESE RACIAL

Um Kalpa ou Dia de Brahmã dura 4.320.000 anos e corresponde ao reinado de 14 Manus com os respectivos Pralayas. Estes dados foram fornecidos pelo maior astrônomo da Atlântida conhecido pelo nome de Assuramaya, que segundo H.P.B. era um Ser “descendente direto da Raça Sábia, da Raça que nunca morre”, acrescentando:

“Todas as Raças têm os seus próprios Ciclos, e isso determina uma grande diferença entre as mesmas. Por exemplo, a quarta Sub-Raça dos Atlantes estava na sua Kali-Yuga quando foi destruída, enquanto a quinta Sub-Raça achava-se na sua Satya-Yuga (tratava-se do Oitavo Ramo Racial recolhido pelo Manu Vaisvasvata, dizemos nós). A Raça Ariana está agora na sua Kali-Yuga, e nela continuará por mais 427.000 anos. A futura sexta Raça (que pode começar a surgir muito em breve) deverá estar na sua Satya Yuga ou Idade de Ouro, enquanto agora recolhemos os frutos das nossas iniquidades nesta Kali-Yuga.”

Vimos que uma “Unidade de Civilização” é o que constitui um Ramo Racial. Sete mais um desses Ramos Raciais formam uma Sub-Raça, e sete Sub-Raças formam uma Raça-Mãe. O trabalho de desenvolvimento da Mônada Humana é possibilitado pela existência das Raças. Este trabalho vem sendo realizado desde a 1.ª Ronda da 4.ª Cadeia Planetária que, segundo os textos ocultos, iniciou-se há 300.000.000 de anos, até ao aparecimento do verdadeiro Homem físico nos meados da 3.ª Raça-Mãe Lemuriana há 18.000.000 de anos. Uma Cadeia Planetária é formada por 7 Rondas das quais, por sua vez, cada uma é constituída por 7 Raças-Mães ou Raízes. Por aqui se pode aquilatar de todo o trabalho realizado para chegar ao atual estágio evolutivo e da responsabilidade que pesa sobre os nossos ombros em dar prosseguimento a toda essa mecanogênese.

Além dos números acima apontados, segundo a cronologia oculta temos mais 300.000.000 de anos para a formação do nosso 4.º Globo da Ronda atual, quando foram feitas tentativas no sentido de criar-se, às nossas custas, uma hierarquia de seres pensantes, as quais resultaram em fracasso perante a monstruosidade dos seres criados, segundo as Estâncias de Dzyan.

AUXÍLIO DAS HIERARQUIAS SUPERIORES A TERRA

No início da nossa Cadeia Terrestre, o nosso Globo ainda não era de natureza física densa e sim constituído de matéria etérica. Nessa época, Bhumi (a Terra) não tinha as condições mínimas para receber em seu seio a criatura humana. O Espírito da Terra tendo em vista o fracasso das tentativas feitas, às nossas expensas, para se criar uma criatura dignamente humana, apelou para o Logos Criador, que é quem preside a todas as realizações no nosso Sistema Solar, a fim de vir em socorro da Terra, enviando Seres de Hierarquias Superiores para criarem condições propícias às Mônadas poderem encarnar e desenvolver-se. Isto aconteceu, como vimos, na primeira Ronda desta 4.ª Cadeia Planetária, ou seja, após 300.000.000 de anos da formação do nosso Globo.

Na decorrência desse apelo, foram enviados os Senhores da Lua ou os Pitris Barishads, e em seguida vieram os Pitris Agniswattas ou os Senhores do Sol ou do Fogo, que não deixam de ser expressões rúpicas nos Mundos Inferiores da Hierarquia Arrúpica dos Leões de Fogo ou Leões Ardentes, se bem que a sua “oitava superior” ou arrúpica por Lei de Afinidade seja realmente a Hierarquia Olhos e Ouvidos Alerta. Em virtude desses fatos, criaram-se condições para o estabelecimento da Vida realmente organizada na Terra, apesar dos percalços iniciais.

Hierarquias Arrúpicas - Hierarquias Rúpicas:
- Leões de Fogo (Atmã) - Assuras (Mental)
- Olhos e Ouvidos Alerta (Budhi) - Agnisvattas (Emocional)
- Virgens da Vida (Manas) - Barishads (Físico)

Translate this Page
Enquete
Qual sua idade?
até 20 anos
20 a 40 anos
40 em diante
Ver Resultados




ONLINE
4





Partilhe esta Página