As Brumas de Avalon 
Sites Grátis no Comunidades.net Criar um Site Grátis Fantástico
Juramentos Célticos
Juramentos Célticos

Tão poderoso quanto um Geas ou Búada imprecada pelos druidas eram os juramentos célticos, especialmente quando realizados na presença dos druidas. Markale menciosa que outra função semilegal dos druidas como administradores de justiça, eram os juramentos através dos quais os deuses eram invocados para testemunhar e dar garantia. Afirma ainda que as frequentes referências "ao céu cair e o mar ultrapassar seus limites" derivam deste tipo de prática.

 

Já foi dito anteriormente que quando Alexandre, O Grande, recebeu uma delegação de celtas em 335 a.C, perguntou-lhes o que temiam mais, esperando que dissessem que o temiam acima de tudo. Mas os celtas que não temiam nada, a não ser que o céu caísse sobre suas cabeças e que a terra se abrisse sob seus pés.

 

Era comum os celtas selarem negócios, contratos e tratados sob um juramento administrado por um druida, embora dependendo do caso, o druida imprecasse uma Geiss ou Ada como explicado anteriormente.

 

Um juramento tipicamente celta era: "Se eu deixar de cumprir o que prometo, que o céu desabe sobre mim, o mar ultrapasse seus limites para me afogar e a terra se abra sob meus pés e me engula".

 

O juramento celta aplicado à magia, pode ser copiado do juramento acima citado, ou pode ser criado pela Bruxa, invocando-se como garantia a ira de três reinos da natureza: as águas, as árvores e o céu.

 

Entretanto, jamais jure pelo Sol. Para os celtas, apesar de o Sol ser de vital importância, tanto física quanto espiritual, representava muitas veze so poder de destruição, e como o fogo, poderia ser bem instável. Portanto, não era seguro invocar este poder em nenhuma ocasião que não fosse durante os rituais de Fogo.

 

O Oath era um juramento picto, que depois passou a ser usado pelos primeiros celtas das ilhas. O Oath envolvia jurar pelo Sol e pela Lua até o final dos tempos dos tempos. O primeiro juramento feito pelos pictos foi ao herói Eremon.

 

Eis a história: Quando os pictos chegaram à Irlanda, eles não tinham mulheres. Então o herói godélico Eremon, que já estava alo estabelecido, deu a três pictos, três mulheres, cujos maridos haviam sio mortos em batalha, com a condição de que o reino picto deveria ter a hereditariedade estabelecida pela linhagem matrilinear. Os pictos juraram pelo Sol e pela Lua, que seu reino seria governado pela linhagem de descendência feminina até o fim do mundo.

 

A Bruxa pode estabelecer o Oath na sua tradição familiar de magia com suas próprias palavras. Apenas tenha em mente, que estará invocando um poder ancestral que trará consequências, caso este juramento venha a ser quebrado por qualquer motivo.

 

Se a Bruxa fizer alguém proferir um Oath, precisa explicar àquele que se compromete, que se trata de um juramento cuja não observância desencadeará consequências.

 

No entanto, um Oath só tem validade se quem faz este juramento, estiver ciente de suas implicações e seriedade. A ignorância daquele que jura sem saber, induzido pela má-fé de outrem, torna o Oath nulo, ou seja, totalmente sem efeito.

Translate this Page
Enquete
Qual sua idade?
até 20 anos
20 a 40 anos
40 em diante
Ver Resultados




ONLINE
3





Partilhe esta Página