As Brumas de Avalon 
Sites Grátis no Comunidades.net
Instrumentos de Magia
Instrumentos de Magia

Diversos instrumentos mágicos já foram associados à feitiçaria desde tempos imemoriais. Mal podemos imaginar um feiticeiro sem sua varinha mágica, seu cajado ou sua bola de cristal. Em certas mãos, esses podem ser apenas acessórios psicológicos, mas, se forem apropriadamente fabricados e consagrados, esses instrumentos se tornam reservatórios de energia mágica que podem ser adaptados e usados pelo feiticeiro como baterias. Obviamente, o verdadeiro poder do feiticeiro vem da concentração mental e da vontade emocional do feiticeiro.

 

Raven Grimassi acrescenta que os instrumentos mágicos também são ''fontes independentes para o mecanismo interno da Natureza. Embora o elemento psicológico do feiticeiro seja claramente um componente importante, há uma consciência preexistente em obra, exterior ao feiticeiro e que da mesma maneira energiza o instrumento. A magia é uma parceria com esse mecanismo interno e com a fonte que fica além dele. As lendas que rodeiam esses instrumentos, como o Santo Graal e a Espada Excalibur, falam que o instrumento é algo maior do que simplesmente um 'acessório psicológico' de seu antigo proprietário. O aspecto psicológico é o local de encontro em que fonte e feiticeiro se conectam e tornam a magia possível''.


Antigamente, era tradição fabricar as próprias ferramentas, exceto aquelas mais especiais que eram passadas de Mestre para Aprendiz ou dadas como presentes de Iniciação. Muitas ferramentas atualmente podem ser adquiridas com excelentes artesãos mágicos, mas há uma satisfação muito especial em fazer as suas próprias. Além disso, as habilidades necessárias para fazer seus próprios instrumentos são parte importante no treinamento mágico. Se vier a dominar essas habilidades, você pode até mesmo vir a se tornar um artesão no futuro. 

Ao comprar um instrumento mágico, é tradicional nunca pechinchar, mas pagar de boa vontade o que está sendo pedido. Recomendo visitar brechós, festas de troca, mercados de pulgas, lojas de quinquilharia e lojas de artigos usados - os melhores instrumentos mágicos são encontrados dessa maneira e o preço também é melhor.

 

 

Nybor diz: ''Ao longo dos anos adquiri quatro conjuntos de ferramentas, cada um deles por razões específicas. Eu os etiquetei da seguinte maneira: 

 


FOGO - instrumentos que eu mesmo fiz 
AR - instrumentos que comprei
ÁGUA - instrumentos que ganhei
TERRA - instrumentos que encontrei''

O conjunto básico de instrumentos mágicos deriva dos símbolos elementais vistos nas cartas do Tarô: Paus, Copas, Ouros e Espadas - representando, respectivamente, os elementos Ar, Água, Terra e Fogo. Dedique especial atenção a encontrar ou fabricar seus instrumentos mágicos, pois com o tempo esses instrumentos simples se tornarão a representação de sua própria vontade dinâmica e poder potencial. Lembre-se sempre de tratar seus instrumentos como os objetos sagrados que são.

Ao descrever a posição dos objetos no altar, uso as direções leste, sul, oeste e norte. Presumo assim que seu altar está do lado norte do seu templo, caso em que leste estaria à direita e o oeste, à esquerda. Mas não importa onde o altar esteja realmente, as coisas devem ser posicionadas com a mesma orientação direita-esquerda, como se estivessem em um mapa com a parte de baixo (sul) virada para você. A orientação deve seguir esse mapa, não necessariamente a bússola, pois, na verdade, seu altar é um palco em miniatura representando o mundo em forma simbólica. O que você põe no altar representa o que você inclui em seu mundo.

 

Translate this Page
Enquete
Qual sua idade?
até 20 anos
20 a 40 anos
40 em diante
Ver Resultados




ONLINE
2





Partilhe esta Página